Vendo, mas não vejo a cor do dinheiro!

Talvez a maior queixa que tenho ouvido nos últimos tempos é essa: “Vendo, mas não vejo a cor do dinheiro.”


Essa queixa me remete ao inicio de minha carreira como Consultor, quando um empresário buscava a qualquer custo o faturamento de 1 milhão de dólares mês, e quando digo a qualquer custo, era isso mesmo que estava acontecendo, ele não media o seu gasto, apenas olhava para o faturamento.


Por perseguir sua meta com determinação e considerar, erroneamente, que a tal cifra lhe daria estabilidade nos negócios, a empresa vinha enfrentando sérios problemas em seu caixa, pois sua margem era quase zero. Se ele não tivesse mudado essa ideia pela “venda saudável”, muito provavelmente a empresa não existiria hoje.


Infelizmente o erro que esse empresário cometeu não é uma exclusividade dele e continuo depois de anos me deparando com a mesma situação. Muitos compactuam com essa ideia e acabam perdendo seus negócios, não pela falta de faturamento, mas sim pelo seu excesso.


Aí você pode se questionar: “Esse cara deve estar louco, em tempos de crise achar que uma empresa pode fechar por causa de muito faturamento.” Sim, infelizmente isso é muito mais comum do que se pensa, não só em épocas de crise, mas em época de bonança também. Talvez você esteja aí pensando: “Como isso é possível??? Queria eu ter esse problema do excesso de faturamento.”


Bem, a questão é simples: Quanto mais você vende, mais estrutura para atender sua venda você irá precisar: vendedores, pós venda, frete, armazenagem, entre outras atividades. Isso custa, e na maioria das vezes esquece-se de considerar tudo isso na formação do seu preço de venda (PV).



Com toda certeza você já viu, ou ouviu, aquele famoso caso: "A pessoa começou do zero, montou um mercadinho e ficou rico. Tão rico que montou um supermercado em uma grande sede própria, que por crueldade do destino veio a falir." Fale a verdade, você conhece alguma história desse tipo?


Como que um sujeito sai do zero, constrói um patrimônio e volta para o zero? Eu tenho algumas sugestões e com certeza, entre todas, o PV (preço de venda) estará envolvido. Não é loucura de minha parte